ucuz takp

Empreendedorismo em Orlando cai nos ranques, mas revela pontos fortes na economia local

Um estudo que mensura a atividade de startups nas 40 maiores áreas urbanas dos Estados Unidos, mostra um decréscimo nos números de Orlando. No entanto, paradoxalmente, especialistas locais afirmam que não necessariamente isso seria um motivo de preocupação.

O estudo avalia as cidades em três categorias: novas startups criadas, startups criadas por escolha ao invés de necessidade e densidade. Apesar de Orlando ter observado um decréscimo de números nas primeiras duas categorias, subiu para número 3 no fator ‘densidade’. Para cada 100 mil pessoas na área de Orlando-Sanford-Kissimmee, 196.1 startups foram criadas no ano de 2012, e os números continuam a subir.

No geral, Orlando ficou em 33º lugar na pesquisa feita pela Kauffman Foundation. A cidade havia ocupado o 22º lugar a um ano atrás. Mas especialistas acreditam que a caída em número geral de startups se deve à um fortalecimento do mercado local

“Se há grande oferta de empregos locais e as companhias estão contratando, você não encontrará muitos dizendo: ‘ eu ganho super bem, e tenho um emprego estável, mas vou começar meu próprio negócio’,” disse Jerry Ross, Diretor Executivo do Centro Nacional do Empreendedor (National Entrepreneur Center), em Orlando.

No entanto, o início do ano de 2015 registrou grandes vitórias para o empreendedorismo local, incluindo a aquisição de grandes companhias por startups e a aprovação de subsídios do governo para apoiar financeiramente novas empresas. Apesar dos dados mostrarem um decréscimo no âmbito geral, os números altos quanto à densidade de novas empresas indicam que eles devem mostrar melhoras em breve. Cameron Ford, diretor do programa para empreendedores, Blackstone Launchpad, na Universidade Central da Flórida, diz que tem notado que o empreendedorismo tem exercido um papel cada vez mais importante na formação da identidade de Orlando, como cidade.

“A atmosfera é energizante e leva pessoas à pensarem no ‘empreendedorismo’ como parte da identidade da região”, disse Ford. “É nessa direção que estamos caminhando. Você olha para Austin, no Texas, e é assim que eles se vêem enquanto cidade. Estamos nos movendo nesse sentido, mas é um desafio multigeracional”.

Fonte: Orlando Sentinel