instagram takipci satin alma

Quer fazer um MBA nos Estados Unidos? Saiba como!

Não é segredo para ninguém que os Estados Unidos possui os melhores programas de MBA do mundo. Passar um período aqui, e obter seu diploma em uma universidade americana, pode te abrir muitas portas no futuro.

Também pode ser uma opção para alguém que deseja morar fora com sua família por um período de tempo e experimentar a vida fora do país de forma legal.

Confira abaixo as principais perguntas e respostas concernentes ao visto F-1, de estudante:

Por onde começo?

Toda universidade americana possui um departamento próprio para lidar com a admissão de estudantes internacionais. O seu primeiro passo, quando em busca de um visto de estudante, deve ser procurar contactar esse departamento.

Cada insituição tem seu procedimento, por isso é importando não ir pela dica de terceiros e procurar a fonte correta. Para isso, acesse o website da universidade em que pretende ingressar, e normalmente, na página de “admissions”, haverá um link para “international admissions”. Lá você deve achar facilmente as informações de contato do “International Liason”, a pessoa responsável por estudantes internacionais.

Os departamentos de internacionais são especializados em guiá-lo por todo o processo burocrático de requerer o visto e também serão os que irão te prestar assistência quando você estiver nos Estados Unidos.

Quais são os requerimentos?

Como citado anteriormente, cada universidade tem requerimentos específicos, porém, no geral, para quem está aplicando para um MBA, as exigências básicas são as seguintes:

    • Diploma universitário traduzido oficialmente: Não vale tradução feita por você mesmo. Deve ser efetuada por tradutor certificado.
    • Histórico universitário traduzido e certificado: O sistema de notas americano é completamente distinto do brasileiro. Por essa razão, somente a tradução não é suficiente, e as universidades normalmente requerem uma certificação, feita por uma empresa especializada, que faz a equivalência das notas. Alguns exemplos de empresa que prestam esse serviço são The Center for Educational Documentation World Education Services e o Educational Credential.
    • TOEFL:  Esse teste mede a sua proficiência em inglês. Toda universidade requer que você o faça, mas a exigência de nota varia de uma para a outra. Caso você não atinja a nota exigida, algumas universidades oferecem a alternativa de você fazer 1 ou 2 semestres de inglês em seu campus antes de iniciar as aulas de mestrado. No entanto, essa opção acaba saindo mais cara. O exame do TOEFL é realizado periodicamente em várias cidades do Brasil. Você pode encontrar mais informações aqui.
    • GMAT: Esse teste mede conhecimentos de matemática e inglês. É aquela matemática de escola mesmo, e talvez você vai ter que estudar um pouco para refrescar a memória antes de fazê-lo. Já a parte de inglês, engloba primordialmente interpretação de texto e redação. Cada universidade também tem uma exigência própria de notas para esse teste. Assim como o TOEFL, esse teste é realizado periodicamente em várias cidades brasileiras, e mais informações podem ser encontradas no site do GMAT.
    • Comprovação de renda: Ao entrar em contato com a universidade em que deseja estudar, ela te informará do preço do programa. Você terá que mostrar provas, como extrato bancário, por exemplo, de que possui fundos para pagar 1(um) ano de curso mais os custos básicos de vida (moradia e alimentação), que variam, e serão informados pela universidade.
    • Carta de aceitação de uma universidade americana: Uma vez que você fornecer toda essa documentação para a universidade, ela tomará uma decisão sobre sua aceitação e te enviará uma carta oficial. Além disso, ela também te enviará um documento chamado I-20, que é o formulário oficial que comprova seu vínculo com a universidade. Esse formulário deve ser levado com você para a sua entrevista de visto e, caso seja aprovado, funcionará como a sua prova de é portador do visto.

Aonde faço a solicitação de visto?

Uma vez que efetuou os passos determinados pela universidade, e obteve aprovação de sua aplicação, você irá, então, marcar sua entrevista em um consulado americano no Brasil. No dia da entrevista, se aprovado, eles irão reter seu passaporte por alguns dias e enviá-lo para sua casa com o visto de estudante emitido nele.

Quanto tempo leva o processo?

Depende de muitos fatores. Você precisará de tempo para providenciar toda a documentação e esperar as respostas da faculdade que aplicar, bem como o tempo de processamento e frete dos documentos requeridos pra entrevista.

O ideal é aplicar com bastante antecedência e se dar pelo menos 6 meses para que todo o processo seja efetuado.

Qual o custo?

Como citado anteriormente, cada universidade tem um preço único. Você deve se planejar para comprovar que tem em caixa fundos para pagar 1 ano de curso, mais custos de moradia e alimentação. Os testes prévios à aceitação da universidade, bem como as traduções e certificações que terá que fazer também adicionarão um custo ao seu investimento inicial.

Fora isso, os consulados normalmente cobram uma taxa de US$200 para amortizar o custo do sistema de computadores usado para registrar sua estadia nos Estados Unidos (chamado SEVIS, na sigla em inglês). E será necessário também pagar uma taxa de solicitação de visto de US$160.

Quais os direitos de um portador de visto de estudante?

    • Vir para os Estados Unidos e estudar em tempo integral para obter um diploma.
    • Você pode transferir de uma universidade para outra, se assim desejar, bastando apenas informar a mudança para a imigração.
    • Trabalhar legalmente em trabalhos de tempo parcial dentro da universidade ou fora da universidade, se comprovar necessidade financeira ou de prática acadêmica.
    • Viajar internacionalmente à vontade.
    • Trazer dependentes, como cônjuges e filhos, que ganham vistos F-2, que permitem que estudem durante a estadia aqui. Aos dependentes não é permitido trabalhar.

Por quanto tempo posso permanecer nos Estados Unidos?

Você pode permanecer nos Estados Unidos por toda a duração do seu curso. Após o término, você tem o direito de requerir o chamado OPT (Optional Practical Training), que é 1 ano no qual você pode trabalhar legalmente nos Estados Unidos em sua área de estudo.

Você também tem a opção de permanecer estudando, e se inscrever em outro curso. No geral, enquanto se mantiver matriculado e estudando, seu status permanece legal.

Posso trabalhar enquanto portar o visto de estudante?

O portador do visto F-1 não pode trabalhar de forma alguma no primeiro semestre de estudos. À partir do segundo semestre, ele pode trabalhar em tempo parcial dentro da universidade, como bolsista ou em pequenos serviços.

O estudante também pode solicitar o chamado CPT (Curricular Practical Training), que lhe permite trabalhar em tempo parcial fora da universidade em sua área de estudo, como prática do que está estudando. O CPT tem que ser feito durante a duração do curso e conta como uma classe, valendo créditos.

Como citado anteriormente, também existe o OPT, que é concedido após o término do curso. Nesse período, o estudante pode trabalhar em tempo integral.

Quais são os melhores programas de MBA da Flórida?

As universidades abaixo, possuem os maiores Smart Ranks da Flórida, que é uma média dos rankings feitos pelas principais revistas americanas de negócios (Business School rankings: Business Insider, Businessweek, The Economist, The Financial Times, Forbes and US News), medindo as melhores escolas de MBA do país com base em diversos fatores. Confira a lista:

Hough Graduate School of Business
University of Florida (UF)
Gainesville, Florida

UM School of Business
University of Miami (UM)
Coral Gables, Florida

Crummer Graduate School of Business
Rollins College
Winter Park, Florida

Central Florida College of Business
University of Central Florida (UCF)
Orlando, Florida

 

O You S/A é apenas o seu ponto de partida! Todas as informações aqui contidas são extraídas de fontes oficiais, com a intenção de ajudá-lo à compreender o processo de forma geral. Nosso compromisso é fornecer informação imparcial e independente, mas não prestamos consultoria de vistos. Se você deseja prosseguir com o processo de visto de estudante, procure a universidade que deseja ingressar, e siga os passos que te recomendarem. Boa sorte!