Como praticar networking nos Estados Unidos – You S/A
Administração de Empresas Oportunidades de Negócios

Como praticar networking nos Estados Unidos

Você pode mudar para a Flórida e abrir um negócio que irá servir apenas a comunidade brasileira. Ou você pode ir mais além e expandir seu alcance, e, consequentemente, lucrar mais. De uma forma ou de outra, os americanos têm uma prática que pode te ajudar a obter mais sucesso: o networking.

Networking é simplesmente fazer conexões deliberadamente com outras pessoas, construindo relacionamentos duradouros e beneficiais para o seu negócio. Devido à existência do nosso famigerado jeitinho brasileiro, é importante frisar que esses relacionamentos não existem para que se tire vantagem. Mas é uma forma de construir uma rede de contatos úteis para o crescimento da sua empresa, e também para o seu crescimento individual.

E, da mesma forma, que você fará contatos, outras pessoas o terão como contato, então você também terá a oportunidade de fazer-se útil. Como os americanos dizem: it’s not about who you know…but who knows you (não importa quem você conhece, mas quem conhece você). Através do networking, você mostra para os outros o quanto pode ser útil para eles, seja através dos serviços que presta em sua empresa, ou através das suas habilidades pessoais.

Por que fazer networking?

Num estudo publicado por Granovetter em 1974, ele revelou que 56% dos entrevistados conseguiram seus trabalhos através de uma conexão pessoal. Pesquisadores do MIT, ao estudar o ambiente de trabalho da IBM, também descobriram que os funcionários mais conectados tinham melhor performance (Leia mais no livro: The Happiness Advantage: The Seven Principles of Positive Psychology That Fuel Success and Performance at Work).

Além disso, um estudo publicado em 1998 pelo Workforce Development mostrou que 70% do aprendizado que acontece no ambiente de trabalho, vem através de interações informais. Ou seja, quanto mais networking, mais capacitado você ficará para exercer o seu trabalho.

Quer entrar de cabeça no mercado americano? Adote essa prática bem americana. Mas o faça segundo as regras do jogo, ou então o efeito será contrário. Confira abaixo as nossas dicas.

Como praticar networking

  • Procure grupos com objetivos e afinidades similares às suas: Você pode achar uma infinidade de grupos através de uma busca online. Mas no geral, grupos de networking como o Biz to Biz e o Network Professionals, Inc of Florida são uma boa pedida. Nesses grupos, é permitida a participação de apenas um profissional de cada área, e eles fecham o grupo quando atinge um certo número de pessoas. Dessa forma, as pessoas indicam o serviço umas das outras, sem que haja concorrência.

 

As Câmaras de Comércio também são uma ferramenta poderosa de networking. Na cultura americana, elas são de extrema importância para o desenvolvimento das economias locais, pois ajudam a desenvolver uma comunidade “pró-business” e representam os interesses das empresas, principalmente as de pequeno porte e unindo os empresários em objetivos comuns.

Você pode buscar câmaras de comércio étnicas, e na Flórida, especificamente, existe mais de uma brasileira.

 

Leia mais em: Chambers of Commerce – Uma tradição que persiste

 

  • Visite quantos grupos for possível: Antes de se afiliar à um grupo de networking, visite vários e observe. As pessoas parecem solidárias? A liderança é efetiva? Muitos grupos custam uma pequena taxa ao ano, então tenha certeza de que eles lhe serão efetivos, antes de fechar o contrato.

 

  • Seja voluntário em organizações de networking Essa é uma excelente maneira de se colocar no holofote e também de servir esses grupos , que, com certeza, também irão te servir bastante.

 

  • Quando em reuniões de networking, faça perguntas: Não fale só de você. Mostre genuíno interesse pelo que a outra pessoa faz, inquirindo com profundidade. Acredite, as pessoas mostram mais interesse por você quando você mostra interesse por elas.

 

  • Seja capaz de se apresentar como um recurso de valor para os outros: Ensaie bem o seu discurso. Em reuniões de networking você terá tanto oportunidade de interagir à nível pessoal como de apresentar a sua empresa para um grupo de pessoas ao mesmo tempo. Use seu tempo também para mostrar o que você pode fazer para as pessoas. Não esquecendo que para tanto, precisa saber primeiro o que eles precisam. Então, ouvir vem primeiro sempre.

 

Mas uma vez que ouviu e entendeu as necessidades individuais ou do grupo, tenha na ponta da língua as razões que te fazem especial e diferente dos outros. Ensaie como falar em poucas palavras a missão e visão de sua empresa, bem como os serviços que você oferece.

 

  • Não ignore indicações:  Uma vez que você começar a prática do networking, pessoas irão te indicar para outras, e você certamente será contactado por estranhos fazendo referência à seus colegas de networking. Quando isso acontecer, tenha prontidão em responder. A sua rapidez mostrará respeito pela pessoa que te indicou e trará mais indicações no futuro.

 

  • Marque encontros à parte: Nas reuniões de networking você irá conhecer muitas pessoas, mas nem todas serão do seu interesse. Quando encontrar alguém com quem pode haver uma troca de benefícios mútua, marque encontros à parte, para troca de idéias e uma conversa mais aprofundada. Chamar para tomar um café é uma prática profissional normal entre os americanos, e muito apreciada.

 

O que NÃO fazer quando praticando o networking

  • Não vá para reuniões de networking em busca de clientes, e sim de parcerias. Se você ficar só falando de si, passará de interesseiro, e as pessoas falarão mal de você por trás.

 

  • Não saia distribuindo cartões de visita indiscriminadamente. Entre em conversas, e aí, sim troque cartões.

 

  • Não perca tempo conversando à toa. As pessoas vão para esse tipo de reuniões à fim de falar de negócios, então seja objetivo.

 

  • Não tente fechar negócio durante as reuniões de networking. Ali é o lugar adequado para o primeiro contato. Se quiser aprofundar a relação profissional, marque um encontro à parte.

 

Boa sorte nos negócios!

Comentários

Sobre o Autor

Lizia Santos

Lizia é jornalista, casada, mãe de 3 pequenos americanos. Mora nos Estados Unidos desde 2008, onde se tornou Mestre em Comunicação Aplicada e Relações Públicas. Depois de morar 6 anos nas terras geladas de Massachusetts, se mudou para a ensolarada Flórida, onde é mais feliz e assina a editoria da You S/A. Lízia também iniciou recentemente o blog Atalho do Imigrante (www.atalhodoimigrante.com), onde apresenta atalhos para quem quer se mudar para os EUA, ou já se mudou, oferecendo informações que facilitam sua adaptação e processo de obtenção de vistos.

hacklink satış wordpress free themes meme büyültme hacklink satışı e sigara hacklink al