ucuz takp

O alto custo de prestação de serviços nos Estados Unidos

O Brasileiro está acostumado a contar com uma série de serviços de apoio em seu dia a dia, que facilitam a sua rotina de diversas maneiras. No entanto, esse conceito é estranho para muitos países europeus, bem como para os americanos. Empregados domésticos, babás e outros serviços do tipo, são considerados regalias em muitos países de primeiro mundo, e só quem tem acesso à esse tipo de serviço são os mais abonados.

Isso se deve ao fato dessa mão de obra especializada ser extremamente valorizada e bem paga, em relação à países em desenvolvimento e sub-desenvolvidos. Enquanto que empregos como garçom, pintor, pedreiro ou empregada domésticos são considerados por muitos de ‘segunda categoria’, em países de primeiro mundo, são reconhecidos como uma profissão como outra qualquer. E mais que isso, são considerados carreiras.

Por essa razão, nos Estados Unidos muitos optam por adentrar no mundo da prestação de serviço. E, segundo websites especializados em reunir informações e realizar pesquisas sobre médias salariais e satisfação do trabalho, como o Payscale, grande parte desses prestadores de serviço relatam estar extremamente satisfeitos com sua escolha profissional.

Segundo o Departamento de Comércio norte-americano, os custos da mão de obra no país aumentaram 0,7% no primeiro trimestre de 2015. Salários e remunerações, subiram 0,7% e benefícios tiveram alta de 0,6%. Nos Estados Unidos reina a noção de que trabalho não é feito sem trabalhador, portanto, ele deve ser bem remunerado por isso. Não importa o trabalho.

Conheça abaixo a média salarial de alguns prestadores de serviços nos Estados Unidos:

Faxineiro:

Existe empresas que cobram por hora, e repassam, da mesma forma um salário calculado por hora para seus funcionários. Nesse caso, o valor pago varia entre $16,823 e $42,831/hora.

Há também muitos profissionais que trabalham sozinhos e determinam o valor do serviço prestado com base em fatores como dificuldade do serviço e tamanho da casa, por exemplo. Nesse caso, os valores variam entre $80 a $300 por uma faxina dada em uma casa. Muitos profissionais da limpeza conseguem fazer de 2 a 4 faxinas por dia, já que a qualidade da faxina difere da do Brasil, e as casas exigem menos manutenção. Experiência e boas recomendações também adicionam ao salário de quem limpa casas e escritórios.

Portanto, um faxineiro, seja empregado de uma empresa de limpeza ou prestador de serviços individual, pode ganhar uma média de $2.500 à $8.000 por mês.

Cozinheiro:

Cozinheiros que trabalham em restaurantes são pagos entre $7.67 à $13.28 por hora. O salário depende principalmente do naipe do restaurante, e dos anos de experiência do profissional.

Já um cozinheiro particular, que cozinhe para uma família em sua casa, pode receber em torno de $400 à $650 por semana, dependendo do número de pessoas para quem estiver cozinhando. Nesse caso, não é incomum também encontrar cozinheiros que trabalhem para mais de uma família ao mesmo tempo, em turnos diferentes, podendo dobrar esse ganho, trabalhando apenas 8h por dia, 4 em cada casa.

Babá:

Existem empresas especializadas, que oferecem o serviço profissional de babás. No entanto, a cultura maior nos Estados Unidos, é de contratar pessoas recomendadas por alguém de confiança. Normalmente, são adolescentes ou adultos fazendo um ‘bico’. No entanto há também aqueles que escolhem essa profissão como carreira. O trabalho paga em torno de $7.04 à $15.22 por hora, e varia de acordo com fatores como experiência e número de crianças à serem cuidadas.

Garçom:

Os garçons nos Estados Unidos não possuem salário tradicional, e na verdade, no valor da hora, são mal pagos. No entanto, a cultura local dita que, ao sair para um restaurante, você deve sempre adicionar à sua conta uma gorjeta de 15 à 20%, para pagar o serviço do garçom. Já que esses profissionais recebem apenas de $2 à $5/hora, eles dependem, então dessas gorjetas para complementar seu ganho salarial. No geral, à depender do restaurante e performance do profissional, os garçons são bem pagos, quando se soma o salário com as gorjetas. Há muitos americanos que fazem carreira trabalhando em restaurantes.

Pedreiro:

Um trabalhador de construção ganha em média $14.59 por hora nos Estados Unidos. Ou seja, aproximadamente $2.400 dólares por mês. Em geral, quanto mais experiência tiver, mais bem pago será.

Costureira:

Roupas nos Estados Unidos são um bem barato de se consumir. Com tanta variedade de lojas de varejo, os preços são competitivos. Por isso, muitas pessoas optam por comprar roupas, ao invés de mandar fazê-las. Fazer roupas por encomenda é considerado um artigo de luxo para os americanos, e costureiros são pagos entre $21,107 à $49,123 por hora. Se multiplicado pelas horas mensais, dá um salário de $3.300 à $7.840 dólares por mês.