instagram takipci satin alma

6 razões pelas quais os brasileiros continuam investindo e se mudando para os EUA, mesmo com a alta do dólar

Seja largando tudo para trás, e mudando para os Estados Unidos, ou investindo em uma nova empresa em solo americano, ou até apostando em um investimento imobiliário, os brasileiros continuam injetando dinheiro na economia norte-americana, mesmo com a alta do dólar.

Os altos câmbios não conseguiram estacionar essa aposta de muitos investidores, que encontraram nos Estados Unidos uma economia estável e rentável. Confira aqui algumas das razões pelas quais os brasileiros continuam a investir em solo norte-americano, mesmo com o dólar valendo mais de R$3 reais.

1.Economia estável e em constante crescimento:

Dados recentes do Departamento do Comércio dos Estados Unidos revelam que a economia norte-americana cresceu 5% no terceiro trimestre do ano. Os dados revelados fizeram com que o índice Dow Jones ultrapassasse os 18.000 pontos e o S&P 500, que reúne as 500 maiores cotadas nos Estados Unidos, passasse a barreira dos 2000 pontos. Esses são recordes históricos e mostram que os Estados Unidos continua em um caminho estabilizado de crescimento.

2. Os Estados Unidos têm o maior PIB do mundo:

Os Estados Unidos têm a maior economia do mundo, com um produto interno bruto (PIB) estimado em mais de US$17,7 trilhões em 2014. Esse número é aproximadamente três vezes maior do que a segunda maior economia do mundo, a da China, que é de US$5,8 trilhões (2010). Mais uma vez, os números comprovam que a economia norte-americana favorece investimentos, garantindo retornos não só lucrativos, mas estáveis.

3. O número de brasileiros emigrando só aumenta, e encoraja outros que desejam fazer o mesmo: 

Segundo dados da Receita Federal, entre 2011 e 2015, o total de Declarações de Saída Definitiva do país subiu 67%. Em 2011, a Receita recebeu 7.956 declarações, 21 para cada dia do ano contra 13.288 em 2015, uma média diária de 36 saídas.

Os brasileiros que vem, se expressam em centenas de blogs e perfis de Facebook, rasgando elogios aos altos padrões de qualidade de vida, segurança, educação, saúde.

E, mesmo que também apresentem os lados ruins, enfatizam que não se arrependem da decisão de mudar.

Toda essa movimentação nas redes sociais tem chamado a atenção de cada vez mais brasileiros, que têm considerado a mudança drástica, agora com mais segurança de que pode dar certo, já que outros alcançaram seus finais felizes.

4. Quem investe em dólar, lucra em dólar:

Apesar do investimento em uma empresa ou propriedade imobiliária acabar por ser alto, devido à cotação elevada do dólar, os retornos são garantidos, e também são em dólar. Ou seja, o lucro é multiplicado pela cotação e volta pro investidor em dobro, ou em triplo.

5. Insatisfação Política:

Protestos históricos nas ruas, nas redes sociais, na imprensa, em todo lugar. Se fala em impeachment,  e muitos tem medo de experimentar o terror das contas congeladas da era Collor.

Alguns querem fugir desse cenário por não aguentar mais estar no meio de uma panela por explodir. Outros têm medo de investir no Brasil e perder tudo, e por essa razão procuram investimentos seguros e rentáveis fora do país.

6. Segurança e qualidade de vida para a família:

Um video do José Padilha, em entrevista para a revista Trip, relatando as razões pelas quais decidiu sair do Brasil tem circulado pela internet, e retrata bem a insatisfação geral do brasileiro com o caos que reina no Brasil.

Sequestros relâmpagos, corrupção sem fim, violência descarada, educação e saúde capengas são só algumas das razões que aqueles que mudam de país citam como incentivadoras para sua mudança. Nos Estados Unidos as coisas funcionam, e erros são punidos.

Muitos brasileiros perderam a fé de que as coisas vão mudar e resolvem simplesmente sair, para oferecer melhores oportunidades pros seus filhos e família. Quando a motivação é essa, não tem dinheiro ou câmbio que mude a idéia de quem quer uma vida melhor.