ucuz takp

Como as Eleições 2016 vão afetar os pequenos empresários nos EUA?

O processo para eleger um presidente nos Estados Unidos é bastante longo e complexo. Apesar do novo chefe de estado não assumir seu cargo até Janeiro de 2017, o ano de 2016 inteiro acontece em torno do processo de votação, e inevitavelmente, acaba afetando diversos setores da sociedade, já que fomenta discussões nacionais ao redor de assuntos relevantes para o país como um todo.

Naturalmente, os candidatos apelam para os pequenos empresários, com promessas diversas. Esse ano está na pauta da maioria deles a diminuição de impostos e simplificação de regulações. Conheça aqui alguns dos assuntos que tem sido discutidos e irão provavelmente afetar as pequenas empresas ao redor do país:

Impostos:

Freelancers e pequenos empresários acabam pagando impostos individuais, que podem sair pesados no final do ano fiscal.

Hillary Clinton, a favorita do partido Democrata, tem feito um discurso no qual promete um alívio fiscal para essa parcela da população. O republicano Ted Cruz defende uma reforma fiscal profunda, com cortes e ajustes mais significativos.

Ambos os partidos também tem reconhecido que os pequenos empresários tem lidado com regulações complexas e ambíguas, por vezes, e tem prometido uma simplificação das regras e procedimentos.

Leia Mais: Entenda os impostos para empresas na Flórida

Desigualdade econômica:

Claro que a desigualdade nos Estados Unidos não chega nem perto do que estamos acostumados no Brasil. Mas boa parte disso é o constate esforço dos governantes de trabalhar em prol de resolver essa situação, entendendo que ela exige uma atenção contínua.

Nesse sentido, alguns candidatos tem proposto aumentar o salário mínimo. Apesar de cada estado ter autonomia para decidir o seu, existe uma média nacional, que funciona como uma base para o restante dos estados. Atualmente, o mínimo nacional é de US$7.25/ por hora.

Os Democratas, principalmente, tem expectativas altas, e esperam levar o salário mínimo a até US$12 / por hora até 2020. Já os Republicanos tem uma postura mais clássica, e acreditam que a melhor forma de consertar a desigualdade é através da educação.

Financiamentos

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Federal Reserve Bank of New York, os pequenos empresários tem encontrado bastante dificuldade em conseguir financiamentos de bancos.

Os dados da pesquisa mostram que apenas 33% das pequenas empresas foram capazes de obter o capital que precisavam para manter seus negócios.

A candidata que tem se mostrado mais preocupada com essa problemática é a democrata Hillary Clinton, que se intitula “A presidente dos pequenos empresários”. Em sua campanha, ela promete abertamente dar aos pequenos empresários mais acesso à financiamentos e mercados que precisam para crescer.

Leia Mais: Como funcionam as eleições presidenciais nos EUA?