Imigrantes Brasileiros e o Relatório Demográfico da Flórida

Já faz dois anos que a Flórida ultrapassou Nova York como o terceiro estado mais populoso dos Estados Unidos. No ano passado, foram registrados pelo Censo 19.9 milhões de habitantes, e projeções feitas pela Universidade da Flórida estimam que até o fim de 2015 serão mais de 20 milhões de habitantes. São adicionadas aproximadamente 781 pessoas por dia à população do estado, ou 285 mil anualmente, o equivalente à adicionar uma cidade do tamanho de Orlando a cada ano.

De cada 10 novos Floridians, 2 mudaram para o estado vindo de outros países. Esse número aumentou cerca de 42% entre 2000 e 2013. O país que manda mais pessoas para o estado é Cuba, seguido pelo Haiti e México. Os números mostram que, na verdade, se a Flórida fosse depender dos nascimentos superando as mortes, o seu crescimento seria consideravelmente mais lento. É a constante imigração para o estado que tem contribuído para o seu crescimento exponencial.

Leia mais: Casas na Flórida se tornam um segundo lar para pessoas do mundo inteiro

Apesar dos Brasil não estar nos rankings dos países que mais imigram para a Flórida, várias cidades do estado aparecem na lista das comunidades americanas com maior porcentagem de habitantes com ascendência brasileira, como North Bay e Deerfield Beach, por exemplo.

Os brasileiros se concentram principalmente na região Nordeste do condado de Miami-Dade County (North Bay Village, Bay Harbor Islands, Miami Beach, Surfside, Key Biscayne, Aventura, e Sunny Isles Beach) e no condado de Broward County, (Deerfield Beach, Pompano Beach, Oakland Park, Coconut Creek, Lighthouse Point, e Sea Ranch Lakes). Ao contrário do que se pensa, na região central da Flórida, a quantidade de brasileiros residentes não é muito significativa, e eles ainda são considerados um grupo minoritário.

No entanto, se o estado ainda não é casa oficial de muitos brasileiros, o impacto do turismo brasileiro mostra que a Flórida se tornou a ‘segunda casa’ preferida dos tupiniquins. Em um estudo feito pela organização Visit Orlando, foi estimado que 55% dos visitantes internacionais de Orlando são brasileiros.

Leia mais:6 razões pelas quais os brasileiros continuam investindo e se mudando para os EUA, mesmo com a alta do dólar 

Desde 2011, o número de brasileiros turistas tem sido maior do que qualquer outro grupo internacional, de acordo com relatórios oficiais. O impacto econômico dessa invasão brasileira é tão grande, que muitos negócios na Flórida estão reportando decréscimos de até 50% em seus rendimentos devido à crise econômica no Brasil.

Os números são só um indicativo do que já é obvio para quem mora por aqui: os brasileiros estão chegando em números cada vez maior, e seu impacto econômico tem sido significativo. A fama geral é que o brasileiro que visita vem para gastar bastante, e, portanto contribui para a economia local. Já os brasileiros residentes são conhecidos como trabalhadores, ‘desenrolados’, multi-facetados e empreendedores. De um lado ou de outro, a “imagem do cruzeiro” tem resplandecido para além de nossas fronteiras, e conquistado cada vez mais a simpatia dos norte-americanos.