instagram takipci satin alma

Tipos de Vistos para Investidores nos EUA

Não há outro país no mundo que ofereça tantas formas diferentes de se imigrar legalmente como os Estados Unidos. O país valoriza principalmente aqueles que vem com a intenção de não só usufruir do sonho americano, mas de contribuir para sua realização trazendo consigo contribuições intelectuais e econômicas.

Abrir uma empresa ou franquia nos Estados Unidos é uma possibilidade bem real, mas que envolve muitos desafios e etapas. A porta de entrada é, claro, selecionar o visto adequado para sua situação. De forma genérica, o visto L1 é usado para abrir uma franquia ou entidade subsidiária ou afiliada à uma empresa já existente em outro país e os vistos E2, L1 e EB-5 para estabelecer novos negócios.

Conheça abaixo algumas opções disponíveis:

Visto E-2 – Clique aqui e leia um post completo sobre o E-2!

O visto E-2 permite empreendedores cujos países fazem parte do Tratado de Comércio com os Estados Unidos a entrar no país com o propósito de dirigir e desenvolver uma empresa nova ou já existente na qual tenham investido- ou estejam no processo de investir – uma quantidade substancial de capital. O investidor deve provar que tem pelo menos 50% de propriedade da empresa, ou que exercerá total controle operacional da empresa através de um alto cargo de gerência. Um investimento inicial deve ser feito de forma imediata à fim de operar a empresa, mesmo que correndo riscos de se perder o capital em caso do negócio falir.

Visto L-1 – Clique aqui e leia um post completo sobre o L-1!

O visto L-1 permite que estrangeiros entrem nos Estados Unidos para abrir um escritório de uma empresa internacional já estabelecida. É exigido, no entanto,  que sua localidade em solo americano já esteja determinada e o dinheiro para o investimento já tenha sido aplicado ou separado para imediata aplicação. O aplicante deve ser um gerente, executivo ou empregado com conhecimento indispensável e especializado para operação da empresa, além de ter trabalhado por pelo menos 1 ano na empresa solicitante.

De forma geral, como o Brasil não faz parte dos Tratados de Comércio com os Estados Unidos, as opções para a maioria dos brasileiros se limitam ao visto L-1 e EB-5. No entanto, alguns brasileiros com dupla nacionalidade podem se qualificar para o E-1 e E-2. Consulte a lista de países do Tratado de Comércio e verifique suas opções.

Visto EB-5 – Clique aqui e leia um post completo sobre o EB5!

Esse visto foi criado em 1990 pelo Congresso americano para estimular a economia do país através de investimentos e consequente criação de postos de trabalho por parte de investidores estrangeiros. Através desse visto, os empresários podem obter green card e tornarem-se residentes permanentes dos Estados Unidos.

Os investidores estrangeiros interessados no EB-5 devem fazer um investimento de capital em uma entidade empresarial com fins lucrativos dos EUA. O montante à ser investido depende da localização e tipo de negócio. Em geral, o capital deve ser de US$1 milhão de dólares. Investimentos realizados em áreas rurais ou locais economicamente deficientes (chamados de Área de Emprego Alvo (TEA) ) podem se beneficiar de um valor mínimo de US$500,000, geralmente operados por “Centros Regionais”. Além disso, os investimentos devem criar 10 vagas de trabalho em tempo integral nos EUA.

One thought on “Tipos de Vistos para Investidores nos EUA

  1. Pingback: Tipos de Vistos para investidores nos EUA | W Investments - Assessoria Imobiliária

Comentários não permitidos.